Rubens k - Qualquer Merda que der na Telha

Não sei que merda aconteceu. A UOL não me deixava entrar e agora deixou - eu tinha estourado uma porra de um limite não sei do quê. Agora é tarde. Que se foda a UOL. Mudei de endereço. Quem quiser aparecer, estou  aqui. Abraços.

rkjazz - 21/03/2007 às 10h43 PM

[ envie esta mensagem ]

VÍDEOS VÍDEOS VÍDEOS

Ivan Santos (OAEOZ - aliás, ficou du caralho a versão nova de Dizem, heim?), botou uns vídeos do que rolou no final de semana. Passa lá pra ver como foi. Abraço.

rkjazz - 14/03/2007 às 01h10 PM

[ envie esta mensagem ]

QUEM MAIS VIU?

E o Léo também conta qualé que foi aqui

rkjazz - 13/03/2007 às 03h54 PM

[ envie esta mensagem ]

QUEM FALOU?

E o Ivan Santos comenta o final de semana de shows paulistanos por aqui

rkjazz - às 03h47 PM

[ envie esta mensagem ]

EM COMA AINDA

Não vou falar nada do show dos caras (La Carne), por enquanto. Não consigo. Mas pra vocês sacarem o que foi a treta toda, o Léo "roubou" o set list dos caras - êêê Jorge Jordão!!! Saquem o que foi a parada. crime total!!!

Contra Corrente*

Tratado Geral dos pilantras *

Dandi *

Demônio Triste

Tava aqui Pensando

Desconhece o Rumo mas se Vai

Mala Suerte*

Blues dos Seus Absurdos *

Jukebox - ae, Marião, aqui em Curitiba essa rola...hehehe.

Desgraça

Bom dia Barbárie

Viaduto do Sol - que se eles não tocassem, apanhavam de uma horda violentíssima

Por onde anda você

era pra ser "Londres está uma Merda*", mas, rolou Como é então...

quem viu viu...azar o seu que não foi.

* canções novas.

rkjazz - às 03h40 PM

[ ] [ envie esta mensagem ]

DIÁRIO DE BORDO DOS LA CARNE - PARTE 1

Quem não foi, perdeu...  

 

Porão Rock Clube – Curitiba - PR (10.03.07)

E lá fumos nós pra terra do frio, tocar com Hierofante Púrpura, OAEOZ e Ruído Por Milímetro. Um calor da porra em São Paulo. Rachamos uma “kombi” (van escolar) com os Hierofantes, e voom.. Além de nós, comitiva feroz: Lá se foram eles: os La Carne e os Hierofante Púrpura. E mais: o Sr. Well “ homem que não dorme nunca” Dias, do Gramophone, o escriba on-the-road Leonardo Vinhas e finalmente Miguel Chumaquer no volante da “kombi” (uma Van escolar), deitando o cabelo na BR madrugada a dentro. Simbora. E tome madrugada, calor do caralho, conversas e risadas, cheiro de chulé, fumaça de cigarro, risadas, água ardente, fotos na cara, mais calor, Polly Harvey gritando pra gente lamber as pernas dela, os bancos doíam as costas, sacolejo da Van, walkman no ouvido, Mars Volta, peidos fedidos, (quem?), cabeçadas na janela, filmadora ligada, caminhões tombados e arregaçados no acostamento (silêncio), agonia, falar merda, dormir 30 segundos-acorda-mais 20-acorda......10...crateras na estrada, cigarros...Tudo isso em 6 horas. Ótimas horas. (decidimos ali tocar “Desgraça”). Muita ansiedade em reencontrar os mal-elementos da cena curitibana. Paramos pra comer um rango na estrada. Paramos ao lado de uma outra van.

Também escolar só que com um nome que era do caralho. “Van do Tio Bill”. Desse jeito, Tio Bill. Claro que a associação foi inevitável, Kill Bill, Tio Bil...hein? hein? Ficamos ali imaginando o Tio Bill chamando as crianças pra dentro. Aí, quem não entrasse....zummpt...cabeça cortada ou então aquele golpe fatal dos dedos, saca? No balcão do restaurante, o atendente solta essa: “Vocês são uma banda, né?”. E já que tava tão na cara assim, o Felipinho responde: “É, somos sim”. Aí o cara, mais que de repente, solta: “Ahn. E vocês tocam o quê? CPM?”. ... É, virou tipo de música isso agora, enquanto um gosta de samba, o outro de eletrônico, o outro bossa-nova, agora tem um que toca CPM. Benzadeus... Aí pedi um pão na chapa, um café e uma coxinha, porque ninguém é de ferro. Os Hierofante ficaram lá no café também, fora uns líquidos alucinóginos do tipo Tampico.

As 7 horas chegamos na casa do Carlos Zubek, dOAEOZ - aquele que também toca no Folhetim Urbano e que uma vez foi no estúdio da gente e cantou com o AZ, saca? Então, aí ele e a Pati fizeram uma puta correria bacana pra nos receber em sua casa (Colchões, uma rápida esticada....um calor da porra!!! - e já estávamos a caminho da casa da Adri Perin e do Ivan Santos, também dOAEOZ. Então, estávamos lá no quintal, ao lado do abacateiro, que fica perto da árvore de Romã, um pouco pra lá do Urucum (sério, tem tudo isso!), falando sobre sons e outras pulsações psicodélicas quando chegaram o André Ramiro e os caras do Ruído/mm e o Rubens K, do Terminal Guadalupe. Renatinho com a Julie e seu nenê lindão – que vai ser baixista, é claro, nénão Rubão? E adivinha só, chegaram também o Chicão e o Glauco (amigos de Osasco, que tocam com Linari em seu projeto X-Nada) que foram pra lá de carro. Vai vendo. Um calor infernal em Curitiba (!!!), tomamos várias brejas e degustamos um manjar dos deuses – macarrão animal para os Ogros, e um sem carne para os Vegas.

Tomamos várias, conversamos, tocamos viola, uns vídeos do Lou Reed, umas risadas...e Danilo meio que fazendo um documentário e filmando tudo. Fora que ainda estávamos descalços e à vontade. Quando o céu escureceu, fomos todos pro bar passar o som. Só que rolou uma coisa que se alguém te contasse você não iria acreditar. Sabe aquelas coisas que acontecem do nada em desenho animado? Que nem alguém lá lembrou, quando o Coyote ta quase pegando o Papa-Léguas e tipo, cai uma bigorna na cabeça dele? Pois então, se liga. Estávamos lá na van. Aí o farol fecha. Paramos a Van. Entra uma policial na frente dos carros e começa a fazer sinal pra quem vem do outro lado passar. Aí não vem nenhum carro e sim uns caras correndo. Aí, quando olhamos, era uma maratona. (???).

Tá vendo, você não acreditou, mas é isso mesmo. Ficamos lá parados, descemos do carro boquiabertos e ficamos olhando aquele bando de gente correndo. Do outro lado do cruzamento, tava o carro com o Linari e o Rubão, que também desceram. Aí, a cena era essa. Eles do outro lado, a gente aqui desse lado e no meio, um milhão de pessoas correndo e gritando palavras de apoio umas para as outras. “VAMOS! NÃO DESANIMA! RESPIRA!”, enquanto Rubão e Linari ofereciam um cigarrinho pros corredores mais lerdos. ... Isso foi mais ou menos uns 20 minutos, ou mais. Aí o Danilo fez umas imagens das cabeças correndo, tipo Guerra dos Mundos. Aí, Carlinho e Gabriel entraram no meio da maratona. Danilo apontou a filmadora. Aí, quando eles passaram pela câmera estavam gritando assim: “CORRE! SHOW DO HIEROFANTE E DO LACARNE HOJE! BÓRA!!” E a policial ría que só ela. Aí um motoboy que tava levando umas pizza solta essa: “Cara, tô fudido. Ninguém vai acreditar que eu atrasei a pizza por causa disso. Não adianta nem contar. Tô fudido.”. Bem, continuemos. O lugar do show era uma coisa: um pub montado no porão de um antigo casarão colonial (dizem que até escravos padeceram por lá nos XIX), paredes de tijolos, janelas com vitrais, palco legal, uma escada sinistra e algumas portas misteriosamente fechadas (hmm...) davam um clima claustro-noise ao lugar.

O dono é o Paulo, um cara classe A que disse estar interessado em receber material de bandas de todo o país – o e-mail é pdallastella@hotmail.com. E, como sempre, os caras do OAEOZ e do Ruído levantaram um som de respônsa. (dá até vergonha nessas horas, porque quando bandas curitibanas vem tocar nos bares do hype de SP, o equipamento é quase sempre uma merda e quando você toca lá, vê o corre que os caras fazem pra ter no mínimo, no mínimo, um bom som. Fica aqui o registro).

rkjazz - às 01h28 PM

[ envie esta mensagem ]

DIÁRIO DE BORDO DOS LA CARNE - PARTE 2

As pessoas foram chegando – Flavio Jacobsen do Gruvox, Marcelo Boralá do Folhetim Urbano, e lá pra uma da manhã os shows começaram. Não vamos entrar em pormenores de cada show – considerando a quantidade (e qualidade) de jornalistas e bloggers presentes ali – gente que escreve muito e bem melhor que nós, deixemos pra eles avaliarem os detalhes, ok? Do ponto de vista de nossas retinas sujas e cansadas, o que aconteceu é o que se segue:

OAEOZ surpreendeu. Pra nós, que pensávamos que a saída do André Ramiro comprometeria as cores dos arranjos lisérgicos e canções introspectivas de Ivan Santos, tivemos uma grata surpresa: Carlão Zubek deu um passo à frente, e despejou guitarras e vocais junto da introspectiva voz de Ivan Santos – esse empunhando outra guitarra, donde cavava as bases melodias. O som do contrabaixo Zóio – depois de um exílio forçado de um ano em SP, fez de estar de volta ao frio curitibano. Sr. De Lócco, que fazia aniversário, e soprou tambores em cima da gente. Tocaram sons novos e coisas que a gente já conhece. Quando o OAEOZ começou, ficou claro que a noite seria classe. Danilo com sua inseparável câmera filmou alguns maus elementos cantando a plenos pulmões uma das músicas dos caras, que diz algo assim: "alguns dizem que tenho talento prá melancolia, qualquer tipo de fobia, que tenho pena de mim, e que por isso gosto de me arrastar por aí por debaixo da dor, implorando por afeto". Algo está acontecendo com OAEOZ. Aqueles répteis estão trocando a casca...

Ruído/mm é a banda mais renascentista das plagas brasileiras. Uma das bandas mais lisérgicas, experimentais, inovadoras e foderosas desse país. Os caras mandam uma trip climática, insinuações e explosões delicadas. André no baixo em construções melódicas de verdadeiros rockers das montanhas. Fora os outros caras que mandam muitíssimo bem. Coisa de cair o queixo foi ver eles tocando um som e ao lado, no telão, uns caras que escalavam uma montanha e estavam olhando pro céu. Que isso. Foi demais!

Hierofante a seguir. Já haviam tocado em Curitiba e voltavam com outra safra de sua champagne sonora. Cigarro pós-coito. Tocaram músicas do seu primeiro CD – o intrigante “Asucar-çucar”, e mais umas novas. Tinha minas tirando fotos na platéia e gente que foi lá pra ver eles. Os caras tão forgando. Classe A!

La Carne foi o seguinte: confesso que estávamos meio apreensivos...depois da viagem cansativa, virar sem dormir e estar meio bêbados desde 1 hora da tarde, estávamos cansados, num bode da porra. Achei que iríamos amarelar. Mas quando começamos a tocar, o público simplesmente nos jogou pra cima. Tocamos 16 músicas - 16 músicas! - mas pra nós passou tão rápido...Tocamos umas novas, umas veias, demos umas erradas meio feias, mas saímos do palco, como diria Jamelão “contentes como pintos no lixo”. Exaustos e felizes. Já lá fora, o dia amanhecia. Nunca havíamos pegado calor em Curitiba nas outras vezes. Na volta, pensamos em tudo o que aconteceu. E, falando com franqueza: acho que ainda é cedo pra nós entendermos o significado de tudo isso.. Valeu a préza cambada!

FIM

rkjazz - às 01h25 PM

[ envie esta mensagem ]

BOTA (SAIA, BLUSA, MEIA) FORA DA NINA

 

 

Qualé: 3 bandas (ChucroBilly Man, This Charming Band e Morphiris) 5 Dj´s  (Mauricião Singer, Franha, Bloody Mary&Lilly Pop e Trucker)

Quanto:  R$2,00

Onde: Curitiba, 18 de março (domingo), a partir das 16:00h

Local:Korova Bar, Avenida Batel 906.

Para maiores informações ligar para a Nina – 41 88093262 ou mandem email. (ninaaraujo@gmail.com). Para quem é de fora a Nina disse que rola ficar na casa dela. É só avisar antes, ok?

rkjazz - 12/03/2007 às 12h18 PM

[ envie esta mensagem ]

Making-Off - Um Trago com Deus

Palavras do Bortolotto: Já está pronto o Making-Off do Vídeo Clip de "Um Trago com Deus" da Banda "Cuelho de Alice" do nosso amigo Paulão. O Marcelo Montenegro editou o Making off e colocou no You Tube. Ficou muito maneiro. Acho que no You Tube vai ficar um pouco escuro, mas é normal. Tá valendo. Agora é esperar o Marcelo acabar de editar o clipe propriamente dito.

CLICA AQUI

Eu assisti. Caramba, eles se divertiram pra caralho. E ficou legal pacas essa porra de Making-Off. Grandes caras juntos só podia dar nisso.

rkjazz - 06/03/2007 às 02h33 AM

[ envie esta mensagem ]

TG NA JOVEM PAN- FOTOS E CANÇÕES

A Joven Pan liberou fotos da apresentação do TG no estúdio da rádio e três canções (El Pueblo No Se Va, Pernambuco Chorou e Recorte Médio Oriental), no site do programa Pocket Pan. Quer conferir? Aqui

                 TG no Pocket Pan

rkjazz - 05/03/2007 às 10h35 PM

[ envie esta mensagem ]

VELHO OESTE 2

Uma vez eu achei um diamante, destes grandões, numa mineração. Achei que meus problemas estavam resolvidos. Quando fui pra cidade, pensei que seria fácil vender a pedra e sumir dentro do mundo. Não é bem assim. Ela valia muito. Muito mais do que podiam pagar. Acharam melhor roubá-la de mim. Eu tive de fugir e me esconder numa cidadezinha. Conheci uma dona lá que me deu abrigo e comida em troca de pequenos serviços e favores. Isso foi até ela descobrir a pedra. Tive de fugir de novo. Então decidi esconder o diamante. Decidi esconder num lugar onde ninguém acharia. Por isso me chamam de "coração de pedra", não pelo que fiz e me trouxe pra cá, atrás das grades. Não por isso.

rkjazz - 28/02/2007 às 06h18 PM

[ ] [ envie esta mensagem ]

BASTIDORES DA JOVEM PAN

Allan "Kurosawa" Yokohama apresenta mais um vídeo. Desta vez foi a participação do TG na rádio Jovem Pan. Foi bem bacana participar do programa Pocket Pan. Grande abraço ao Marcão, DJ da bagaça, e ao Marvel, vocalista da banda Cabaret, do RJ, com sua sempre charmosa participação. A canção é Pernambuco Chorou. Com vocês, ao vivo dos estúdios da Jovem pan em Curitiba, TG.

rkjazz - 27/02/2007 às 02h28 PM

[ ] [ envie esta mensagem ]

VELHO OESTE

Moro em uma cabana no meio do deserto. Uns dizem que me escondo no meio do nada. No meio do nada? Se soubessem o que é um pôr do sol neste lugar, se soubessem o quanto eu e meu cavalo rimos nas noites muito quentes, embriagados com a alegria de ainda estarmos por aqui, não diriam isso. Talvez em uma coisa eles estejam certos. Talvez eu esteja mesmo me escondendo. Talvez lá dentro, bem lá no fundo, tenha esta outra pessoa. Uma pessoa que eu conheço. Uma pessoa melhor em todos os sentidos. Por isso eu a escondo. Ela não sobreviveria neste mundo.

rkjazz - 25/02/2007 às 03h32 AM

[ ] [ envie esta mensagem ]

FOLHETIM URBANO - SCREAM&YELL

Leo Vinhas resenha "Cativeiro", trabalho do Folhetim Urbano, dos brothers Carlão, Renatinho e Marcelo Boralá. Eu acompanhei a batalha deles pra lançar o disco - e não foi pouca não. Tá tudo certo, o importante é que saiu do papel e está aí pra quem quiser ouvir. Se eu gostei? Porra, claro! Como não gostar de um trampo que tem uma porrada de caras talentosos e legais. Parabéns ao F.U. e a todos que deram uma força pros caras. Ficou muito bacana. Vejam aqui screamyell.com.br

rkjazz - 23/02/2007 às 02h09 PM

[ ] [ envie esta mensagem ]

EM ALTO E BOM SOM

Boas notícias com alto-falantes: Jorge me passou um poderoso (um Eminence...hehehe), que não vejo a hora de testar. Já o TG entra na programação de outro alto-falante - o programa. Confira! 

 

"Pernambuco Chorou", música de trabalho do novo álbum do Terminal Guadalupe, está na programação deste fim de semana da versão radiofônica do programa Alto-Falante. Confira os horários: Sexta e sábado, às 9h30 e 21h30, na webradio Pelo Mundo www.pelomundo.com.br

Domingo, às 22 horas, na 98 FM de Belo Horizonte (98,3 MHz ou www.98fm.com.br). Você também pode baixar o mp3 de "Pernambuco Chorou" na seção "Garimpo", dentro do site do programa http://programaaltofalante.uol.com.br/index.php?master=quadros&sub=garimpo&ac=1

Se preferir, use o My Space www.myspace.com/terminalguadalupe , onde "Pernambuco Chorou" está disponível para baixar e mais três músicas novas podem ser ouvidas. E atenção: na próxima semana, véspera do lançamento do clipe de "Pernambuco Chorou", vamos mostrar o vídeo com uma versão da música apresentada no programa Pocket Pan, da rádio Jovem Pan, em Curitiba, no dia 8 de fevereiro. Aguarde.

rkjazz - às 01h39 PM

[ envie esta mensagem ]